sexta-feira, 5 de setembro de 2014

MEU PÉ DE SERRA



Pé de serra, meu berço, meu recanto,
Jardim de amores, sonhos e quimera!
Verdes campos em flor, beleza, encanto
Da natureza aberta em primavera.

A sombra do arvoredo o doce canto
Do rouxinol que uma saudade impera!
E a fonte rumoreja como um pranto
De quem partindo alguém deixou à espera.

Teus ocasos são cheiros de poesia,
E o teu nascer do sol tão radiante
Divina luz esparge sobre a terra;

E a lua cheia em toques de magia
Incita o seresteiro, delirante,
Cantar em teu louvor, meu pé de serra!


Bernardina Vilar

Nenhum comentário:

Postar um comentário